Castração Social

projetocastracaosocial@gmail.com

Dra. Marina Dante

CRMV SC 3583 / CRMV SP 8190

(48) 3241-1567 / 99650-4039

Hierarquia dos Artigos
Início dos Artigos » Blog » Fluidoterapia é tema de palestra do Simpósio Agener União
Fluidoterapia é tema de palestra do Simpósio Agener União

http://files.adoptapet.webnode.com/200018190-7e7f57f795/Dr.jpg

 

A Agener União (São Paulo/SP) realizou, no dia 20 de agosto, a oitava edição de seu simpósio com o tema “Medicina Interna e Intensiva”. O residente da Academia Brasileira de Urgências e Cuidados Intensivos (Belo Horizonte/MG), Rodrigo Rabelo, foi o responsável por abordar para os médicos-veterinários presentes algumas técnicas e procedimentos em atendimento de emergência e fluidoterapia.

 

Rabelo explica que a fluidoterapia nada mais é que uma das técnicas médicas mais utilizadas como medida terapêutica em pacientes graves que necessitam de uma infusão de fluidos para repor sua hidratação ou volume circulantes dos vasos sanguíneos. “Ela está indicada sempre que houver perdas líquidas importantes que o organismo não possa compensar, principalmente nas hemorragias, vômitos e diarreias”, menciona.

 

O profissional revela que os fluidos são divididos por categoria de tamanho, sendo os cristalóides os menores e os coloides os fluidos de maior tamanho. “O cloreto de sódio 0,9% (ou salino), o ringer lactato e a glicose a 5% são os cristalóides mais conhecidos e o sangue é o coloide mais popular”, esclarece e completa afirmando que os cristalóides são utilizados, principalmente, para a reidratação e os coloides estão indicados nas hemorragias graves. “Apesar disso, em muitos casos, os cristalóides também podem ser usados em casos de hemorragias”, completa.

 

Os fluidos são administrados no ambiente intra-hospitalar quase sempre por via intravenosa, também por via intra-óssea, como comenta Rabelo, mas as vias subcutânea e oral também são bastante empregadas. “A forma de administrar depende totalmente da individualidade do doente, não havendo uma fórmula mágica que se possa generalizar. Cada animal possui um volume sanguíneo, um volume de hidratação, uma pressão arterial e um coração diferentes. Por isso, cada protocolo é baseado na perda e nas consequências desta perda para cada organismo”, descreve e acrescenta que o momento ideal de encerrar a fluidoterapia é a partir de quando o animal puder manejar sua fisiologia sozinho, sem mais necessidade de suporte.

 

O especialista expõe que é essencial o médico-veterinário realizar um monitoramento do tratamento, desde um exame clínico criterioso e contínuo, até a utilização de monitorizações invasivas. “Várias técnicas podem e devem ser utilizadas para guiar a fluido. O nível de hematocrito e proteínas totais ajudam a definir que tipo de fluido vamos usar; a pressão arterial, a frequência cardíaca e os sinais de vasoconstrição nos permitem guiar melhor o volume, de acordo com a resposta orgânica de cada animal”.

 

Quando questionado sobre a hipótese da fluidoterapia trazer alguma complicação ao pet, Rabelo revela que, atualmente, este é o aspecto mais estudado da técnica, já que, por muitos anos, se pensou que o procedimento fosse isento de problemas. “Hoje sabemos que a diluição de sangue, a diminuição da temperatura corpórea, a alteração dos níveis de minerais no sangue e o potencial inflamatório dos fluidos são as grandes preocupações com a técnica”.

 

Evento. A gerente de Marketing da Agener União, Fernanda Cioffetti, conta que os clientes escolhem os temas centrais a serem abordados durante os simpósios. “Além de ouvir nossos clientes, também sempre estamos a campo observando as tendências de mercado”, declara. Fernanda também revela que a escolha dos profissionais que ministram as palestras vem a partir de parceiros da empresa e os nomes mencionados como referências nos assuntos a serem abordados.

 

O principal objetivo do evento, como explica a gerente, é levar ao médico-veterinário informação atualizada e de qualidade. “A cada ano, estamos aprimorando e evoluindo, tornando o evento de credibilidade e requisitado”, assegura. Ela também anuncia o tema e o palestrante para o simpósio de 2017: “Abordaremos ‘Neurologia Veterinária’, com o Dr. Ronaldo Casimiro, parceiro Agener União e referência sobre o tema”.

 

http://www.caesegatos.com.br/fluidoterapia-e-tema-de-palestra-do-simposio-agener-uniao/

 

Projeto Castração © 2015 - 2018. Todos os direitos reservados. CNPJ: 06.972.402/0001-34.

Projeto Castração SC: Av. Gov. Jorge Lacerda, 943, Campinas, São José-SC, (48) 3241-1567 / 99650-4039
Rua Laguna, 917, Bairro Oficinas, Tubarão-SC, (48) 99650-4039.

site desenvolvido por: www.wsdbrasil.com.br

Powered by PHP-Fusion copyright © 2002 - 2017 by Nick Jones. Released as free software without warranties under GNU Affero GPL v3.